• BL Marketing de resultado

Medidas para um condomínio mais seguro

Um condomínio seguro tranquiliza e aumenta a qualidade de vida de seus moradores. Por isso separamos algumas práticas que podem ser adotadas no condomínio para aumentar a segurança de todos. Veja abaixo algumas delas:


✔ Equipamentos e tecnologia

Com os equipamentos certos e uso da tecnologia adequada, é possível investir em uma infraestrutura completa e também na arquitetura de segurança do condomínio. Existem no mercado diversos equipamentos que podem constituir um fator de prevenção de grande importância e de resultados altamente satisfatórios. Como, por exemplo, sensores de presença, aceleradores de portão automático, sistemas de controle de acesso, câmeras de monitoramento, botão de pânico, entre outros.


✔ Tenha cuidado ao contratar funcionários e prestadores de serviços

O síndico ou a administradora de condomínio, na hora de contratar funcionários e prestadores de serviços, não podem somente considerar a qualidade e a capacitação. É preciso que eles tenham boa conduta e reputação. A rotatividade de funcionários no condomínio coloca em risco a segurança de todos. Por isso contratar empresa prestadora de serviços terceirizada costuma ser mais seguro. Além de estarem treinados para situações diversas no condomínio.


✔ Inteligência

Para que a segurança seja reforçada, é necessário identificar os pontos frágeis do condomínio para se buscar soluções de forma integrada. Por exemplo, a tecnologia adotada deve ser capaz de conectar os funcionários e responsáveis do condomínio à central de monitoramento para que qualquer situação de emergência seja comunicada com rapidez e as autoridades sejam acionadas.


✔ Procedimentos

É importante alinhar ações com toda a equipe. Como por exemplo, a adoção de guichê de entrega inteligente, manter iluminadas as entradas do condomínio, entre outras medidas. É muito importante também a elaboração de um manual de segurança, que pode ficar disponível na portaria para consulta dos moradores e funcionários. Algumas orientações que podem estar no documento são:


- Descrição dos profissionais da equipe, incluindo horários da prestação de serviço;

- Controle de acesso na portaria;

- Instruções para atender os disparos de alarmes e como agir em situações de emergência;

- Números de telefone de contatos úteis.


✔ Crie um plano de segurança

A criação de um plano de segurança é uma medida essencial para tornar o condomínio mais seguro. E não é somente adquirindo equipamentos eletrônicos, efetuando ronda ou instalando sistemas de alarme que ele é feito. Ele envolve mais do que as ferramentas de inibição de invasores, e analisa o perfil do edifício, sugerindo o que é necessário para minimizar as falhas.


✔ Oriente seus funcionários e moradores

Todos os funcionários podem contribuir para tornar o condomínio mais seguro. Porém, especialmente o porteiro deve ser orientado por lidar diretamente com visitantes, entregadores e prestadores de serviços. Os porteiros de empresas terceirizadas já tem esse tipo de treinamento. A conscientização dos moradores nas reuniões de condomínio é o que faz com que as outras medidas para tornar o condomínio mais seguro sejam eficazes.

Explique aos moradores que é importante deixar a lista de convidados com o porteiro em caso de festas e confraternizações diversas. Os moradores devem colaborar ativamente para tornar o condomínio um espaço de convivência seguro.


São práticas como estas que contribuem para tornar o condomínio mais seguro. Por mais equipamentos tecnológicos de segurança que o condomínio tiver, ele não estará seguro se os moradores e os funcionários não seguirem passos básicos de segurança. O importante é que todos os usuários locais tenham consciência destas medidas para evitar transtornos e situações desagradáveis.

0 visualização0 comentário